NOSSAS OBRAS


Atuando desde 1979 na região norte de Belo Horizonte atendendo cerca de 1200 crianças e adolescentes (desde o nascimento aos 18 anos de idade) e suas respectivas famílias.

Obras Educativas Padre Giussani é o nome fantasia que é empregado a um grupo de 12 entidades, sem fins lucrativos, que operam com o mesmo MÉTODO EDUCATIVO, sendo: quatro centros de educação infantil: Etelvina Caetano de Jesus, Jardim Felicidade, Dora Ribeiro e Don Giussani (Gilmara Iris); quatro centros educativos Infanto-Juvenis: Santuzza Resi, Padre Virgilio, Gilmara Iris e o Centro Alvorada; duas casas de acolhida, a Casa Novella Ravaglia e a Casa Padre Gigio e dois Centros Esportivos Virgilio Resi (unidades Felicidade e Providência).

ÁREAS DE ATUAÇÃO:

  • EDUCAÇÃO INFANTIL
  • SOCIALIZAÇÃO
  • APRENDIZAGEM
  • ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL
  • ACOLHIMENTO FAMILIAR
  • APOIO SOCIO FAMILIAR

Nossas obras

Educação Infantil

Os quatro centros de educação infantil acolhem crianças que vivem em situação de risco e abandonadas. Funcionamos em período integral, atendendo ao todo 422 crianças de 0 a 6 anos. Nosso trabalho envolve: berçário, maternal, 1º, 2º e 3º períodos. [+] saiba mais

 

Reforço Escolar

Os centros de reforço escolar surgiram devido à necessidade de dar continuidade ao trabalho feito nos centros de educação infantil. A intenção principal é acompanhar os jovens mais de perto visando seu desenvolvimento integral e oferecer formação para melhorar sua qualidade de vida. [+] saiba mais

 

Centro Esportivo

Esta quadra de futebol society foi criada para atender não apenas os jovens e adolescentes das Obras Educativas e do Centro Sociocultural Alvorada, como também os jovens da comunidade, que são carentes de espaços para recreação. [+] saiba mais


Fundadora

Rosa Brambilla
O HOMEM É NECESSIDADE POR NATUREZA.

“É impossível viver sem a experiencia da necessidade. A necessidade de compartilhar, de comer, somos necessitados e somente assim podemos compreender aqueles que Deus coloca em nossas vidas. de amar, de ser amado, de ser útil… é uma necessidade que gostaríamos de arranca-la, de remove-la, mas é impossível viver sem a mesma.

A gente não deseja ter esta necessidade, mas sozinhos não conseguimos nada, não podemos viver sozinhos, somos necessidade”.
Rosa Brambilla


Voltar ao topo